Quando setembro se aproxima

Eu queria não lembrar do seu aniversário cada vez que setembro se aproxima. Eu queria viver a minha vida sem o teu fantasma me assombrando em sonhos que tenho toda semana, nesses sonhos você corre de volta para meus braços e mesmo que eu negue, as partes mais profundas e incontroláveis da minha alma ainda anseiam o teu beijo. Quão bom seria acordar e perceber que toda essa distância não passou de um pesadelo, que você ainda está me esperando na porta de casa de braços abertos e com um sorriso de orelha à orelha todas as manhãs.

Eu te vi na rua ontem e a saudade apertou meu peito mais forte do que quando abri os olhos e me deparei com o vazio do meu lado na cama, era real dessa vez, nada de voltas repentinas ou beijos estalados no topo da cabeça. Você estava andando do outro lado da rua, ainda se parecia com alguém que eu costumava conhecer, mas um oceano intenso e tempestuoso te separava de quem um dia você já foi.

Você estava do outro lado da rua, mais perto do que já esteve nos últimos meses, os que estamos separados, mas seu pensamento e seu coração estavam tão longe quanto o outro lado do mundo. Você não é mais meu, eu preciso te deixar ir.

Anúncios

declaração anônima

Eu amo a pequena cicatriz em sua bochecha, e o quão rosa elas ficam quando eu digo que te amo. Você é absolutamente e completamente apaixonante da maneira que é.
Espero que saiba que eu não estava brincando quando propus que ficássemos juntos pelo resto da vida, isso é o que eu mais quero, do fundo do meu coração.

Se penso se te amo, já não te amo mais

Eu tenho ânsia de amor, porque tenho medo de ficar sozinha para sempre, é por isso que me entrego a amores fracos e rasos. Eu pensei que tivesse me apaixonado desta vez. Porque seus olhos pareciam mais radiantes e a sua sutileza ao andar me prendia o olhar, eu achei que tivesse me apaixonado e me forçava a te olhar com paixão, mesmo que não fosse um sentimento real.

Eu te disse palavras bonitas, e por isso, mas só por isso, peço desculpas. Eu sou humana também erro às vezes e o meu erro foi tentar plantar amor num terreno infértil, meu coração já virou pedra. Sei que fui culpada por te dar esperanças mesmo sabendo que isso não daria em nada, mas eu quis, eu realmente lutei com todas as minhas forças contra essa implicância que eu tenho com o florecer de novos sentimentos, ainda mais quando eles são racionais e eu penso o tempo todo em te amar cada dia mais, não é natural, não é saudável e não é sicero. Desculpa.

É que estar apaixonado mexe com nossos sentidos, e eu não fico confortável com o meu coração saindo pela boca cada vez que te vejo. Peço desculpas mais uma vez pelo mal entendido, por ter te feito pensar que era a mulher da tua vida, não deveria ter dito tantas meias palavras, não era dessa sensação de adrenalina que eu falava, eu quero pular de bungee jump no sentido literal, ao menos assim tenho a garantia de que uma corda me manterá a salvo, no amor a gente nunca sabe quão longe está indo até se espatifar no chão.

A dor de ter o coração quebrado não é das piores dores, mas se reerguer depois de estar em pedaços é um trabalho que leva tempo e dedicação, e eu sinceramente prefiriria estar gastando meu tempo com outras coisas. Deixa o amor pra mais tarde, pra quando ele chegar de supetão, não vou me forçar a nada agora, mesmo que com essa decisão eu assine minha sentença de nunca mais me libertar da minha zona de conforto e morar no mato com trinta gatos. Hoje, só por hoje, eu tenho a certeza de que me preservar é melhor do que me atirar de cara numa falsa sensação de amor verdadeiro, por mero desespero de passar o resto dos meus dias na minha própria companhia.

Amigos falsos são uma perda de tempo, amores falsos são um desperdício de vida.

-gnash

Equação fracassada

Ela não era flor que se cheire, mas foi a única menina que eu verdadeiramente amei, talvez por ter sido a primeira, não sei. Mas a paixão me atingiu de uma maneira que nem se quisesse conseguiria explicar. Erámos amigas antes de tudo, nos tornamos amantes, depois veio o nada e hoje eu lido com algumas migalhas dela. Temos algo bem próximo da amizade, contudo ainda vejo a parede de pedras que se ergueu em nosso meio, depois de tudo nunca mais fomos as mesmas.

Ela tá namorando, quando eu soube disso senti um misto de felicidade, pela minha parte que ainda era sua amiga, mas uma tristeza imensa por saber que poderia ser eu, se eu tivesse tido coragem. Ainda tinha uma parte de mim que a antiga garota apaixonada comandava. Eu queria realmente poder imaginar como teria sido caso eu a tivesse convidado para passar um final de semana na minha casa do campo, ou se tivesse simplesmente levado uma rosa quando fui buscá-la na escola, mas eu não consigo, prefiro admitir de uma vez por todas que realmente não era pra ter acontecido.

As vezes eu me culpo por fantasiar tanto o que nós tivemos, acho que faço isso porque ela era um misto de todas as sensações que a paixão provoca. Era tudo mais suave e tão intenso, tudo tão diferente e frustrantemente igual a tantas outras histórias de adolescência. Nós nos entendíamos, mas não nos compreendíamos ao todo, brigávamos por motivos bobos, mas acabavámos juntas no final. Até chegarmos ao nosso limite de idas e voltas.

Erámos uma equação fadada ao fracasso, e ainda por cima, ela cismava em adicionar mais pessoas onde eu pensava que só cabíamos nós duas. Foi bom enquanto durou e durou enquanto estava sendo bom. Eu gostei dela, não a amei como disse, e ela disse gostar de mim, mas confundiu as coisas, talvez eu tenha o feito também, mas ao menos tenho a coragem de dizer que tudo teria dado certo se tivessemos nos contentado apenas como amigas sem somar benefícios.

Sobre ele

Ele tem esse jeito calmo, meigo e lento que nos obriga a ter paciência, mesmo quando queremos apressá-lo nas palavras. Ele consegue discursar por horas sobre coisas que eu nunca ouvi falar e no final me convencer de que aquilo de certa forma é certo. Eu sempre concordo com ele, não por ser submissa, mas porque os seus olhinhos puxados por de trás do óculos transmitem uma verdade que não deixa espaço para dúvidas. Ele simplesmente exala sinceridade. Sinceridade e uma paz de espírito que contagia qualquer lugar tumultuado que ele frequente.

Ele é o típico cara que faz todo mundo parar só pra admirá-lo, não é nem por causa da beleza, isso é o que menos chama atenção nele na verdade, para entender a beleza dele é preciso ir mais fundo do que a aparência, mais longe do que os olhos e os corações de pedra podem chegar, é preciso senti-lo por inteiro, de alma e espírito. É só que a primeira vista ele parece tão diferente das outras pessoas, e quando você chega mais perto só confirma isso. É tão bom estar do lado dele, porque ele nos faz sentir privilegiados por estar ali e ter a honra de compartilhar alguns minutos de conversa boa e risadas espontâneas. Ele é do tipo de pessoa que realmente faz o mundo valer a pena.

 

Eu me sinto tão bem por aprender com ele e por ele saber ouvir as minhas histórias também, temos uma consideração mútua um pelo outro, uma relação de respeito e amizade que só cresce entre nós. Só tenho a agrader por ele fazer parte da minha vida e por me deixar fazer parte da sua também. Obrigada por estar aqui.

 

extremos

Gelo na pele quente

queima.

Não consigo segurar teu coração nas mãos

porque me machuca.

Teu coração é chama que se resfria

e abaixo de zero

me incendeia.

A pele quente, o amor gelado

tu evapora e eu me curo

aos poucos,

temos dois corações dilacerados.

Foge enquanto há tempo,

faz o que o está escrito no teu destino

derrete e some,

me abandona e deixa a marca.

São só as leis da física agindo em nossos corpos,

ação e reação,

sol e lua não podem viver colados,

nem gelo e fogo podem ser namorados.